Sala de Leitura tem novos livros

O Colégio Santo Ivo fez novas aquisições e agora tem ainda mais livros na Sala de Leitura.

Confira a lista dos novos livros:

Um Gato no Telhado

MACHADO, Ana Maria – Editora Salamandra

O gato Renato tem mania de televisão. Tudo para ele é aventura e imaginação. Mas e se a brincadeira acaba em confusão, e nenhum herói surge para salvar a nação? Só mesmo inventando uma ideia genial e usando da esperteza – Miau!

 

Princesa Arabela, mimada que só ela!

FREEMAN, Mylo – Editora Ática

O que dar de presente para uma princesinha mimada que tem muito mais do que precisa? A rainha pergunta a Arabela o que ela quer ganhar de aniversário. Ora, simplesmente um elefante de verdade! Assim, os pais da pequena tirana movem mundos e fundos para atender tal capricho. Mas, por fim, o próprio ‘bichinho’ de estimação vai ensinar a Arabela que ela não é a única pessoa do mundo cheia de vontades.

 

Sabores Incríveis

MUNIZ, Flávia e KUPSTAS, Márcia – Editora Melhoramentos

Esta obra procura reunir literatura e informação. Os textos selecionados poderão entreter as crianças com histórias, informações e curiosidades sobre a alimentação. As páginas buscam trazer fatos considerados interessantes sobre diferentes alimentos – pão, frutas, guloseimas, sopas e massas. Há também diversos pratos típicos brasileiros e outros incomuns, além de desafios, parlendas, cantigas e brincadeiras.

 

Zarp vai lá longe

JACOB, Dionisio – Global Editora

Os Zarps são uma gente antiga e muito simpática, de origem absolutamente desconhecida, que habita a aldeia Zarp, situada numa região montanhosa que ninguém sabe ao certo onde fica. Na aldeia Zarp, todos se chamam Zarp. E, no entanto, cada Zarp é uma pessoa totalmente única e diferente – não existem dois Zarps absolutamente iguais. Além de todo mundo se chamar Zarp, todos, sem exceção, usam uma mesma roupa – a túnica Zarp. É uma peça única que vai da canela até a cabeça, terminando num gorro, fabricada com um tecido sem igual em todo o mundo. Um dia, Zarp acordou com uma vontade muito grande de viajar. Assim mesmo, sem mais, nem menos. Levantou-se, olhou pela janela e sentiu um desejo irresistível de sair pelo mundo. Desejo estranho para um Zarp, pois todos eles gostam muito de sua aldeia. Ele queria ir lá longe, mas onde é lá longe?

 

Sonho de uma noite de verão

MATTEWS, Andrew – Ross, Tony – Companhia das Letrinhas

Hérmia está prometida a Demétrio, mas ama Lisandro, com quem foge para um bosque. Por lá, Oberon, o rei das fadas, está em pé de guerra com a esposa e resolve lhe dar uma lição usando uma flor encantada que tem o poder de despertar o amor em qualquer um. Está instaurada a confusão entre humanos e criaturas mágicas.

 

Os Animais Fantásticos

LETRIA, José Jorge – Editora Peirópolis

Há animais verdadeiros, com existência real e comprovada, e outros fantásticos ou maravilhosos que nasceram da imaginação humana e que passaram a ter lugar criativo no imaginário poético das civilizações, nas mitologias e nos livros dos contos e das lendas tradicionais, alimentando a sede de fantasia de crianças e adultos ao longo dos séculos. Este livro surge como uma galeria onde têm lugar os mais importantes e citados desses animais fantásticos, através da reconstituição poética de José Jorge Letria e das ilustrações mágicas de André Letria, pai e filho, juntos num livro que é um objeto de grande beleza estética que pode e deve tocar públicos de todas as idades.

 

A Reprodução das Joaninhas

GRANATO, Suzana Facchini – Editora Formato

A reprodução das joaninhas pretende mostrar as mudanças que ocorrem na vida desses insetos, da postura dos ovos ao voo. Procura ainda ensinar sobre a reprodução e os diferentes ciclos de vida desses besourinhos por meio de imagens.

 

Pai, não fui eu!

BRENMAN, Ilan – Companhia das Letrinhas

O autor narra à história de um pai que, enquanto trabalhava tranquilamente no escritório de sua casa, ouve um estrondo. A filha dele, que presenciou o desastre, logo chega para dar explicações – o barulho foi por causa do livro italiano gigante – o preferido do pai – que, de repente, despencou da prateleira da estante. E quem o deixou cair foi o leopardo, que, ao ver a menina folheando o livrão, disse que adorava ler e se aproximou, mas acabou esbarrando nele e lá foi o livro gigante estante abaixo. Depois de todo este esclarecimento, qual não foi a surpresa do pai ao abrir o seu livro! Esta obra busca ser amostra da relação entre pais e filhos, ilustrada com por Anna Laura Cantone.

 

A peleja do violeiro Magrilim com a formosa princesa Jezebel

SOMBRA, Fábio – Editora Lê

Governado pelo cruel Percival, aquele reino guardava um segredo até o dia em que um violeiro decide cruzar seus portões. Para desvendar o mistério e conquistar o coração da formosa princesa Jezebel, Magrilim se vê envolvido em uma perigosa disputa. E ai dele se for derrotado! Um final terrível está reservado aos perdedores. Em meio a pelejas de calango e ponteios de violas, Fábio Sombra conta uma história de amor e de bravura, renovando a tradição e resgatando o encanto dos clássicos da literatura de cordel.

 

O mistério mora ao lado

NICOLELIS, Giselda Laporta – Editora Saraiva

Lucas mora na mesma rua desde que nasceu. Conhece todo mundo por lá. Só que as coisas começam a mudar quando chegam novos vizinhos. Enquanto isso, Lucas conhece Lorena – uma garota bonita, filha de pai branco e mãe negra – e mais um dos preconceitos que estão presentes nas pessoas.

 

Purê de maça

VERPLANCKE, Klaas – Editora Scipione

Um pai forte, com o rosto lisinho, capaz de curar as dores do filho e que, ainda por cima, tem os dedos com gosto de purê de maçã é sempre uma alegria. Mas às vezes, quando esse pai fica cansado, bravo, aí vem tempestade na certa. Neste livro, a criança pode perceber que, apesar de todos terem bons e maus momentos, o importante é a força e a permanência da relação entre pai e filho.

 

O mundo Mendelévio e o planeta Telúria

MARCOS, João – Abacatte Editora

Mendelévio e Telúria são um casal de irmãos como tantos que existem por aí – têm personalidades, gostos, manias, preferências opostas e, principalmente, formas diferentes de ver o mundo onde vivem. O livro traz uma coletânea de histórias em quadrinhos enfocando brincadeiras, diferenças, disputas e até saudades.

 

A árvore dos meus dois quintais

RIBEIRO, Jonas – Editora Paulus

Nesta obra, Jonas Ribeiro procura contar a história de um menino e sua amizade com uma árvore plantada no quintal de casa. Com narrativa poética, o texto visa convidar o leitor a refletir sobre o carinho e o respeito presentes nesta relação. O esperto garoto notou que existiam dois quintais – o da sua casa e o da sua imaginação, e em ambos a querida amiga estava presente. A sensação de tê-la por perto e poder compartilhar bons momentos o fez semear mais amizades, espalhando sementes para todos os cantos. Além do texto, o livro contém ilustrações capazes de transmitir ao leitor a mensagem de que boas amizades podem desabrochar na infância e se prolongar por toda a vida, além de destacar a importância do respeito pela natureza.

 

Bebel, a gotinha que caiu do céu

SECCO, Patrícia Engel – Editora Melhoramentos

Bebel era uma gotinha que morava na nuvem mais branca do céu, aquela que é sempre levada pelo vento para passear. No começo havia muito espaço, mas, a cada dia, mais e mais gotas decidiam morar na confortável nuvem. A vida de Bebel começou então a mudar. E, sozinha pelo mundo, ela iniciou sua viagem.

 

O Burrinho Prateado

HARTNETT, Sonya – Editora WMF Martins Fontes

Em uma manhã luminosa de primavera, duas irmãs encontram na floresta um soldado cego. O soldado conta para elas histórias maravilhosas envolvendo sempre a pequena escultura prateada de um burrinho que ele carrega no bolso. Os dias vão passando, e as duas meninas se esforçam, em segredo, para ajudar o soldado a voltar para casa enquanto aprendem o que esse objeto significa – honestidade, lealdade e coragem. O burrinho prateado é um tributo à coragem, à lealdade e ao sacrifício. Os contos nele reunidos buscam proporcionar uma visão serena, mas firme, tanto dos horrores da guerra quanto do poder da inocência.

 

Armando e o tempo

GUTTMANN, Mônica – Editora Paulus

Armando está descobrindo o tempo, mas fica encucado porque o tempo do relógio não é o mesmo de suas emoções, sentimentos e pensamentos. Decide então fazer alguma coisa para conciliar esses dois tempos diferentes.

 

A Rainha das Cores

BAUER, Jutta – Editora Cosac & Naify

Uma soberana diferente, muito temperamental, é a protagonista da “A rainha das cores”, livro infantil premiado na Alemanha e que ganhou uma versão para a TV. Desta vez, a ilustradora Jutta Bauer fala sobre a alegria de viver e os momentos de raiva, de confusão e de tristeza que acometem nossas vidas. Para isso, ela utiliza a metáfora de cores que se misturam numa ou noutra intensidade.

 

Sete povos das missões

VETILLO, Walter – Cortez Editora

Entre os anos 1610 e 1767, em uma vasta área habitada pelos índios guarani e banhada pelos rios Uruguai, Paraná e Paraguai, concretizou-se um ambicioso projeto religioso encabeçado pela Companhia de Jesus. Este projeto visava a evangelização dos indígenas e a criação de um conjunto de aldeamentos denominados Sete Povos das Missões. As missões deram origem a cidades prósperas, auxiliaram na delimitação de fronteiras e foram tema para a formação de um vasto folclore regionalista em torno das figuras dos jesuítas e dos índios, em especial Sepé Tiaraju, guerreiro guarani.

 

Tem planta que virou bicho! V. 2

MIRANDA, Alda D. – Escrituras Editora

O livro, recheado de poesia, procura falar sobre os alimentos e os animais de um jeito divertido e totalmente diferente. Entre rimas e imagens criativas, esta história conta sobre um lugar imaginário onde a natureza sempre brinca de mudar as coisas e um dia ela deixou todas as plantas brincarem de virar bicho.

 

Uma história bruxólica

FRAGATA, Cláudio – Editora Globo

O autor é inspirado em tradições e lendas açorianas enraizadas na cultura popular de Santa Catarina, trazendo nesta obra as peripécias da bruxa Rodonésia. Ela é míope, tagarela e atrapalhada, não consegue voar em vassouras – pois é alérgica à palha -, prefere planar pelos céus a bordo de rodos, que ela surrupia de residências alheias. Até o dia em que vai parar na casa de Caíque, um menino que aprendeu sobre bruxas com a falecida avó. No convívio com Rodonésia, Caíque descobre uma porção de coisas que não imaginava sobre o mundo da bruxaria.

 

O Segredo da Montanha

Tulchinski, Lúcia e Rios, Rosana – Editora DCL – Difusão Cultural do Livro

O que esperar de uns dias em Itatiaia, sul do Rio de Janeiro, acompanhado de Otávio, pai de Murilo e padrasto de Gabriela, e dos dois irmãos, que, sendo meio-irmão ou inteiro, como qualquer outro, viviam discutindo? Otávio foi chamado para fazer a instalação de uma rede de computadores numa pousada, e, como tinha um chalé à sua disposição, resolveu levar a família. Mas a tranquilidade do lugar e das pessoas guardava um mistério de arrepiar a espinha, como se cada uma tivesse uma peça de um enorme quebra-cabeça, que, se montado errado, poderia até levar à morte! Numa mistura de ação, aventura e muito suspense, Rosana Rios e Lúcia Tulchinski levam o leitor a uma envolvente missão para descobrir o segredo da montanha.

 

Um universo numa caixa de fósforos

Rampazo, Alexandre – Editora Panda Books

Um menino, uma caixa de fósforos e as melhores coisas do mundo dentro dela. Maximiliano era assim, guardava tudo de que mais gostava e queria só para si, dentro de uma pequenina caixa de fósforos. Era como mágica. Todos do colégio adoravam quando Max abria a caixa de fósforos e mostrava o que havia lá dentro, o carro mais rápido, a casa mais linda, o foguete mais gigante, a lua mais brilhante de uma noite de verão, e um montão de coisas fantásticas, que eram só dele. Mas será que Maximiliano realmente tinha tudo o que mais queria em seu universo numa caixa de fósforos?

 

As três cartas de Marco

BALLARD, Elizabeth Silance – Editora FTD

Marco ia à escola desleixado, malcuidado. Sem conhecer sua história, todos o discriminavam – os colegas e a professora. Suas notas caíram e ele teve dificuldades de aprendizado e de relacionamento após a morte de sua mãe. No Natal, Marco presenteou a professora com coisas que pertenceram a sua mãe. Dona Dalva se comoveu e, desse dia em diante, começou a dar mais atenção a ele, que se recuperou e obteve as melhores notas da turma. Marco e dona Dalva nunca mais se falaram. Anos depois, ela recebe três cartas de Marco.

Anúncios