Colégio conscientiza alunos sobre excesso de peso da mochila

mochilas1

É cada vez mais comum encontrar crianças com dores nas costas. Livros, cadernos, eletrônicos, lanches e roupas tornam a mochila escolar uma das principais responsáveis pelas queixas. Segundo pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) , 85% das pessoas têm ou terão dores nas costas. Na maior parte das vezes, esses problemas têm origem na infância e juventude, por isso é bom tomar cuidado e tentar cortar o mal pela raiz.

Com isso em mente, o Colégio Santo Ivo iniciou no ano passado um trabalho com os alunos do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Os professores e coordenadores procuram orientá-los sobre os riscos do excesso de peso da mochila, conscientizando-os desde pequenos. A coordenadora do Ensino Fundamental, Miriã Sales, explica que os estudantes são orientados sobre o que levar na bolsa e como é a melhor maneira de carregá-la.

Na sala de aula, os alunos aprendem como devem regular as alças das mochilas e que não podem levar nas costas mais de 10% do próprio peso. As aulas são totalmente interativas e, nelas, os professores aproveitam para demonstrar, na prática, conceitos de matemática e ciências. Uma balança, por exemplo, é utilizada para que os alunos visualizem o peso exato que carregam nas costas e ainda aprendam sobre as unidades de massa, entre outras lições.

Por fim, os professores sempre recomendam que os alunos levem apenas estojo e o material que utilizará de lição de casa dentro da mochila, não sobrecarregando as costas dos estudantes.

Anúncios