Com casulos e borboletas, alunos relacionam simbologia da Páscoa com projeto “Diálogos… Construindo Pontes”

“O amor é quando a gente acontece um no outro” (Mário Quintana)

IMG-20150401-WA0015
Para os judeus e os cristãos, a Páscoa é uma data importante e carregada de simbolismo. Muito mais do que uma época reservada para celebrações de duas religiões, a Páscoa acabou se expandindo para outras crenças e culturas, que compartilham do que a data tem de mais simbólico: a esperança, o recomeço e a renovação.

No Ensino Fundamental do Santo Ivo, os alunos têm trabalhado esses aspectos mais reflexivos da Páscoa, fazendo um paralelo dessas ideias com o projeto principal do ano: “Diálogos…Construindo Pontes”.

Para que as crianças façam essa relação, elas têm realizado um trabalho de analogia do tema com casulos e borboletas. “No casulo, a lagarta dorme em um vazio, está fechada em si mesmo. É a representação de uma pessoa fechada ao diálogo, que não consegue ouvir o outro. Conforme ela vai quebrando o casulo, ela se transforma e se abre ao novo. Essa é a borboleta, que sai da clausura, ganha a liberdade e é um símbolo de ressurreição, renovação e esperança”, explica a coordenadora Miriã.

Já no Fundamental II, Silvia, orientadora educacional, tem dialogado com os alunos a importância de se despirem de ideias pré-concebidas e ouvirem atentamente o que o outro tem a nos dizer. Dessa forma, estabelecem-se harmonia nas relações humanas.

Confira mais sobre o projeto no Flickr do Santo Ivo.

 

Anúncios

Veja como foi o estudo do meio do 5º ano na Fazenda do Café, em Jundiaí

IMG_7401 (Copy)
Os alunos do 5º ano visitaram, na última terça-feira (31/3), a Fazenda Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como Fazenda do Café, que fica na cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo.

Durante o estudo do meio, os estudantes tiveram a oportunidade de complementar os estudos sobre a cultura do café, o trabalho escravo e a imigração italiana.

Quer saber como foi? Confira as fotos no Flickr do Santo Ivo.