Palestra e confraternização marcam retorno dos funcionários ao colégio em 2017

O ano no qual o Colégio Santo Ivo comemora seus 50 anos de fundação começou com o pé direito para os funcionários do Colégio Santo Ivo. Na manhã desta quarta-feira (18), na unidade II, foi realizada uma confraternização para toda a equipe administrativa e pedagógica.

A diretora Myrna Ibrahim de Barros Lima abriu o evento dando as boas-vindas a todos e apresentando os desafios pedagógicos do ano, o logo comemorativo dos 50 anos e o cronograma de atividades de aniversário do colégio.

Fundador do Santo Ivo, Dr. José Carlos de Barros Lima contou um pouco sobre como surgiu a ideia de criar o colégio e os desafios daqueles primeiros anos.

Depois, foi oferecido um café da manhã, para que todos pudessem colocar o papo em dia e contar as novidades das férias.

Na sequência, foi a vez dos professores assistirem a palestra “Educação Inovadora: Ensino Híbrido e Metodologias Ativas”, com um dos maiores especialistas do Brasil em uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na educação. Coordenador de grupo de pesquisa sobre Formação Inovadora de Professores, professor aposentado de Novas Tecnologias na USP e cofundador do Projeto Escola do Futuro da universidade, o espanhol, naturalizado brasileiro, José Moran acredita que é preciso flexibilizar currículos e criar modelos pedagógicos menos engessados e mais livres. “Trabalhar com projetos deve ser uma política educacional prioritária, assim como o Santo Ivo tem feito. Aprendemos muito mais praticando e refletindo do que só explicando”, afirmou.

Moran esclarece, ainda, que, nesse novo modelo, o professor precisa focar menos nas informações e mais nas habilidades e desafios dos alunos. “É preciso uma mudança na mentalidade meio paternalista de que o professor deve ensinar tudo, para dizer que o aluno também é responsável pelo processo de aprendizagem”, disse. “Como a internet tornou a informação muito mais acessível, o papel do professor mudou. Cabe a ele, agora, ensinar o aluno a selecionar, interpretar e absorver a informação a que tem contato. Para isso, os trabalhos e as atividades que favorecem a interatividade, assim como aqueles que utilizam a tecnologia, tão familiar a essas novas gerações, são os mais indicados. Além disso, é fundamental mostrar ao aluno que aquele conhecimento terá aplicação direta na vida dele. Ele precisa entender por que é importante aprender aquele conteúdo.”

Para finalizar este encontro, foi oferecido um animado almoço para os participantes.

Confira as fotos:

Confraternização de boas vindas das equipes pedagógica e administrativa (jan/2017)
Anúncios