“Pão na Chapa” vence eleição do Grêmio 2017

Na última quinta-feira (11), foi realizada a eleição do Grêmio 2017. Na edição deste ano, duas chapas concorreram: a “Chapa Ética” e a “Pão na Chapa”. Esta última sagrou-se vencedora, com 76,5% dos votos.

Neste ano, o Santo Ivo inovou e o processo de votação foi diferente, já que foi realizado nos computadores e o resultado foi automático.

9e10abfc-6725-4e89-8a45-eff2d90297b4

Entre as principais propostas da chapa está promover atividades diferentes no recreio, variando conforme o dia da semana, grupos de estudos e de apoio, sessões de cinema, bailes, feiras de solidariedade, palestras, etc.

Os integrantes da chapa vencedora são:

Giovanna – coordenadora geral
Paula – vice coordenadora geral
Luciana – coordenadora financeira
Manuela Rizzi – coordenação de cultura
Chiara – coordenadora de relações estudantis
Leonardo Teruya – coordenador de esporte
Pedro Delaretti (Pepe) e Felipe Melfi – coordenação de comunicação

20170515_gremio

O Grêmio Estudantil é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos criem ações tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade. O Grêmio é, também, um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de conquistas por direitos. É uma oportunidade de aumentar a participação dos alunos nas atividades e programações da escola, junto com funcionários, professores, coordenadores, orientadores e diretores.

Em um sentido mais amplo, é uma das primeiras oportunidades que os jovens têm de participar na sociedade, apresentando suas ideias e opiniões e defendendo os interesses dos alunos.

Confira fotos da eleição:

Eleição GRêmio 2017 - Ens. Fundamental (mai/2017)
Anúncios

Fundador do Santo Ivo conta história do colégio para alunos

Nesta semana e na próxima, o fundador e diretor do Santo Ivo, Dr. José Carlos, está realizando bate-papos com alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, contando um pouco da história do colégio, que completa, neste mês, 50 anos de fundação.

Confira as fotos:

Dr. José Carlos conta história do Santo Ivo - Fund. 2 e Ens. Médio (mai/2017)

7ºs anos pesquisam sobre papel da mulher na sociedade

Nas aulas de Metodologia de Estudos do 1º trimestre, os alunos dos 7ºs anos aprenderam como elaborar um registro de autoria comparativo, tendo como tema o papel da mulher na sociedade ao longo dos anos.

Para esse registro, foi necessária uma busca aprofundada de informações, sob a orientação da professora Patrícia Bonjovani. Depois, criaram um quadro comparativo com as informações pesquisadas, organizaram-nas em um registro de autoria, comparando-as.

Esse registro comparativo é uma ferramenta importante para transformar as ideias pesquisadas em suas próprias palavras, criando uma linha de raciocínio lógica e clara, além de possibilitar que o aluno consiga relacionar informações em diferentes contextos.

Veja fotos do trabalho de pesquisa:

Outra ferramenta aprendida também pelos 7ºs anos é o mapa mental. Esse é um instrumento fundamental de uma aprendizagem ativa, com o qual o aluno é capaz de transformar suas ideias soltas em um quadro coerente, lógico e relacionado, verificando assim os seus próprios conhecimentos. É uma estratégia para a visão organizacional das ideias, por meio de palavras chaves, cores, imagens e símbolos.

Confira as fotos:

 

8º ano estuda DNA em trabalho colaborativo

Os alunos do 8º ano estão fazendo um trabalho colaborativo na aula de Ciências, da profª Yara, com o tema “DNA – Código Genético”.

Para realizar o projeto, os estudantes têm tido autonomia para se organizar e decidir, em comum acordo, como dividir tarefas e de que forma devem fazer a pesquisa.

Para isso, eles se dividiram em grupos, de forma que cada um se aprofunde em determinados aspectos do tema, como histórico, composição, clonagem, transgênicos, etc. Cada grupo é estimulado a colaborar com o outro.

Semanalmente, cada aluno deve enviar à professora um breve relato de suas atividades e participação. Ao final do trabalho, eles deverão reunir o que prepararam e fazer uma apresentação, que deve contar com a participação obrigatória de cada um deles.

Os alunos serão avaliados quanto à participação na divisão dos conteúdos, na integração com o grupo, organização e compartilhamento das ideias, pesquisa e aprofundamento do tema e, por fim, pela apresentação.

Veja as fotos das primeiras etapas do trabalho:

Trabalho colaborativo de Ciências 8º ano: DNA - Código Genético (mai/2017)

Caminho do lixo é tema de atividade do 6º ano nas aulas de Metodologia de Estudos

Aprender é algo que se aprende. Por isso, utilizar diferentes ferramentas nesse processo é fundamental. E foi isso que os alunos dos 6ºs, 7ºs e 8º anos fizeram nas aulas de Metodologia de Estudos do 1º trimestre, sob a orientação da professora Patrícia Bonjovani.

As turmas dos 6ºs anos estudaram que os conhecimentos aprendidos são aqueles que não são esquecidos e serão úteis para a vida. Para colocar essas informações em prática, fizeram diferentes atividades.

Baseados na ideia de sustentabilidade, com o tema “O Caminho do Lixo”, os alunos pesquisaram informações sobre o assunto, assistiram vídeos e elaboraram cartazes multiplicadores, para orientar os demais colegas do colégio, a partir de um público alvo definido.

Na próxima fase do trabalho, apresentarão suas informações propostas aos grupos que se dividirão a partir de um público alvo, para que, efetivamente, consigam colocar suas ideias em prática.

Confira, abaixo, fotos das atividades:

Caminho do Lixo - Metodologia de Estudos 6º ano (mai/2017)

Alunos do Fund. II visitam exposição sobre Frida Kahlo

Nesta sexta-feira (5), os alunos dos 6ºs e 7ºs e 8º anos do Santo Ivo visitaram a exposição “Frida e Eu”, no Unibes Cultural.

Na saída, os estudantes tiveram a oportunidade de mergulhar no universo da pintora mexicana Frida Kahlo, sob a ótica do universo infantil.

A atividade foi a 33ª do projeto intitulado “Pelas ruas de São Paulo”, que tem como objetivo proporcionar aos alunos interessados a riqueza artística da cidade.

Veja as fotos:

Pelas Ruas de São Paulo: "Frida e eu" - Fund. II (mai/2017)