Alunos visitam exposição que investiga as fronteiras entre a loucura e a arte

Qual a relação entre arte e loucura? A exposição “Lugares de Delírio”, visitada na última sexta-feira (18) pelos alunos do 6º ao 8º ano, propõe uma reflexão sobre esse tema.

Realizada no belo prédio do Sesc Pompeia, a mostra reúne cerca de 170 obras de mais de 40 artistas, entre nomes consagrados e outros diagnosticados com transtornos psiquiátricos. São instalações, pinturas, objetos, fotografias, mapas e performances que têm a loucura como tema ou são fruto de devaneios.

Com isso, busca-se tensionar o diálogo entre o que é normal e o que é patológico e sublinhar o aspecto conceitual de trabalhos como os de Arthur Bispo do Rosário (1909-1989), diagnosticado como esquizofrênico.

A atividade foi a 42ª do projeto intitulado “Pelas Ruas de São Paulo”, com o objetivo de proporcionar aos alunos interessados a riqueza artística da nossa cidade.

Confira fotos:

Pelas Ruas de SP: Sesc Pompéia - Fund. II (maio/2018)
Anúncios