Pelas Ruas de SP: alunos visitam exposição que destaca atuação das mulheres nas artes

371544ea-8ef8-427c-ac5f-104c70a41f51Na última sexta-feira (23), os alunos do 6º ao 8º ano visitaram o Instituto Tomie Ohtake, na 35ª saída do projeto “Pelas ruas de São Paulo”. A exposição em cartaz é “Invenções da Mulher Moderna, para além de Anita e Tarsila”, com 300 obras que colocam em destaque a mulher tanto no âmbito artístico quanto no social.

Desta vez, a visita aconteceu de forma diferente. Antes de entrar na mostra, os alunos fizeram uma roda de conversa, para refletir sobre o papel da mulher na sociedade e sobre mulheres que desafiaram convenções e limites de suas épocas, nos séculos XIX e XX no Brasil, seja no campo estético ou social.

Depois, os estudantes receberam cinco missões, com perguntas sobre as artistas e suas obras. Ao entrarem na exposição, eles buscaram as informações solicitadas e, ao final dela, reuniram-se novamente e discutiram sobre as impressões que tiveram da mostra.

A proposta da exposição é colocar em evidência nomes de grandes artistas femininas, além de Anita Malfatti (1889 – 1964) e Tarsila do Amaral (1886 – 1973), dois grandes nomes do modernismo brasileiro.

Sem uma narrativa linear, com cerca de 300 obras e um vasto acervo de fotos e documentos, a mostra não só traz um novo olhar em relação às pintoras modernistas como, também, apresenta nomes desconhecidos do grande público.

Uma das artistas contempladas, Abigail de Andrade (1864-1890), é considerada pelo curador Paulo Herkenhoff como “a mais importante pintora do Brasil no século XIX”, tendo sido a primeira mulher premiada com medalha de ouro no concurso da Escola Nacional de Belas Artes.

Nair Teffé (1886-1981), outro nome presente na mostra, foi umas das pioneiras mundiais em caricaturas, além de ter sido primeira-dama ao casar-se com o ex-presidente Hermes da Fonseca, em 1913.

Confira as fotos:

Pelas Ruas de São Paulo: exposição Mulheres, no Tomie Ohtake - Fund. II (jun/2017)
Anúncios